NOTA OFICIAL

 

Sobre a nota publicada na coluna do jornalista Renato Maurício Prado na edição deste domingo, 25 de novembro de 2007, no jornal O GLOBO, cabem os seguintes esclarecimentos:

* O projeto Sócio Torcedor apresentou resultado positivo em 2007. Somente no ano passado houve lucro contábil superior a R$ 110 mil, e não R$ 11 mil como foi publicado na coluna. Podemos afirmar, então, que apesar de ser auto-sustentável e lucrativo, o programa Sócio Torcedor não tem como objetivo apenas gerar receitas para o clube, e sim estreitar os laços entre o Fluminense e sua torcida;

* O Presidente Roberto Horcades, por ser um cardiologista renomado e pelo trabalho desenvolvido nos três anos de gestão no Fluminense, vem recebendo apoio político e financeiro de vários sócios tricolores, que compõem o comitê organizador da candidatura. Este esforço tem como objetivo fazer frente à ostensiva e milionária campanha praticada por um de seus oponentes;

* O pagamento da comissão à FP Marketing Esportivo Ltda pela venda do jogador Marcelo ao Real Madrid, de acordo com uma cláusula contratual, foi feito diretamente pelo clube espanhol à empresa. O Fluminense recebeu pela negociação ? 5 milhões e não interferiu, em momento algum, na escolha dos representantes do atleta;

* Como é característica da gestão Roberto Horcades, a negociação do atleta Marcelo foi feita com total transparência, tendo sido aprovada sem qualquer tipo de ressalva pelos Conselhos Fiscal e Deliberativo;

* Por fim, o Presidente do Conselho Fiscal Sr. Carlos Henrique Mariz Moreira, repudia veementemente a acusação de que o poder que preside seja "um conselho de amigos". Mariz Moreira frisa que tomará as medidas cabíveis.

A Diretoria

 
Todos os Direitos Reservados © 2007 Diretora do Stand de Tiro do Fluminense Angelamaria Lachtermacher